A transição está difícil? Se joga nas tranças

21.4.14
Box braids #bey #poeticjustice #protectivestyle
Que a transição é um período bem complicado para todas as mulheres disso já sabemos e como desistir não é uma opção temos que achar formas de driblar as pontas lisas e a falta de definição. E a solução mais versátil para esse pequeno problema são as tranças. Logo quando comecei a falar de cabelo fiz uma postagem tendo Solange Knowles como inspiração e hoje pesquisei algumas formas de vocês usarem e abusarem das trancinhas. Ah! Comentei também naquela postagem que era bom procurar um profissional só que fui mais afundo nesse assunto e caso tenha muita paciência você pode trançar os cabelos em casa sem gastar muito. Cada vez que pesquiso sobre tranças a vontade de te-las em minha cabeça são cada vez maior.

Extra: Para as lindas que usam tranças achei dezesseis estilos de tranças para vocês fazerem em casa.

01. O coque! Quando eu fizer trança o primeiro penteado que irei fazer será o bom e velho coque, quem tem trança diz que é um pouco difícil de se fazer, mas com a prática tudo fica mais fácil.

02. Assim como o coque, nada mais lindo e estiloso do que um rabo de cavalho bem alto.

03. Estilosos e muito mais fáceis de fazer o meio a meio é mais simples de fazer, pois o coque no topo da cabeça fica menor (claro).

04. Os turbantes nunca saíram de moda com várias possibilidades de amarrações. Sendo tradicionais do ocidente e da África. Aqui no Brasil, os turbantes a forte influência da cultura africana fez da cidade de Salvador uma grande referência no uso dos turbantes. Eles ficam lindos e dão um toque a mais para qualquer produção.

#AVISO: A partir de hoje as postagens sobre cabelos serão feitas de 10 em 10 dias. Então, caso queiram mandar alguma sugestão, duvidas ou perguntas fiquem a vontade.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário!
Eu sempre respondo todos os comentários, então volte sempre!
* Clique em notifique-me pois quando eu responder uma notificação irá para o seu e-mal.