Os cães nunca deixam de amar | Teresa Rhyne

1.3.14
Editora: Universo dos Livros | Páginas: 311 | ISBN: 978-85-7930-536-8 | Nota:      

Atenção: Pode conter spoiler.

Desde quando comecei o blog uma das coisas que eu mais tinha vontade de fazer era resenhas de livro e, dos cinco livros que ainda não li, aqui estou eu para compartilhar com vocês a minha primeira resenha e o primeiro livro lido em dois mil e catorze. Quando eu coloquei na cabeça que queria resenhar, olhei alguns (vários) blogs para ter uma noção e na verdade estou meio insegura pois tenho medo de das algum -spoiler- mas acredito eu que isso não vá acontecer.

Este livro comprei em uma livraria em São Paulo quando estava voltando de viagem. Gostei do livro logo de cara, até porque, como não se apaixonar por esse cachorro da foto com cara de pidão?! Mas confesso que demorei um  pouco para resolver se levava ou não pois me baseei no livro do Marley e Eu (Cachorro fofinho, familia, apego, amor, morte e Letícia CHORANDO) só que não resisti e acabei levando o livro do Beagle para casa.
"O caroço do Seamus foi descoberto em um spa de cachorro. O meu foi encontrado no chuveiro" ━ Teresa é uma advogada/escritora de 40 anos e adora beagles. Depois de dois casamentos fracassados, Teresa recomeça a sua vida  e depois de voltar da Irlanda ela resolveu colocar a sua vida em ordem. 
Depois de receber uma lição do centro de adoção, Tereza adota um beagle e coloca o nome dele de Seamus (leia-se CHEYMUS) que um tempo depois é diagnosticado com câncer (Mastocitose cutânea canina) e 'é um câncer comum em somente algumas raças como boxer, mas não em beagles'. E depois dessa ''descoberta'' os medos começam a aparecer, medo de perder o seu adorável beagle, então Teresa faz tudo que pode para manter o seu cachorro vivo  e depois de um tempo, ela é diagnosticada com câncer de mama. 

Antes de Teresa começar a quimioterapia, Chris criou um blog aonde ela relatava tudo que estava acontecendo. E o mais legal de tudo é que esse blog realmente foi criado.
Esse livro é lindo e vale muito a pena, confesso que reclamei e não queria terminar de ler e havia momentos aonde queria bater na Teresa e pedir para ela ter um pouco de calma. Teresa teve uns surtos que me deixavam nervosa e irritadiça (haha) mas é claro, surtar é meio que um 'alivio' pelo que ela passou. Seu cachorro tem câncer e depois de um tempo você é diagnosticada com câncer de mama é CLARO que eu ficaria surtada. Com muitas dúvidas, perguntas e incertezas em minha cabeça. Este livro mostra o amor e a fidelidade para seu dono com o cachorro, mostra que fazemos o possível e o impossível para ter o nosso melhor amigo sempre conosco.

Quando a minha cachorra quebrou a pata, fiquei paranoica igual Teresa.

"Pessoas que gostam de cachorros sabem que, de alguma forma, é perfeitamente normal gastar milhares e milhares de dólares em carros chiques, televisões enormes, joias caríssimas e até cirurgias plásticas, mas, se você escolhe gastar o seu dinheiro com um animal, não importa o quão importante ele for para você, algumas pessoas farão cara feia de reprovação e irão julga-lá. Algumas pessoas irão chamá-la de doida e darão péssimas sugestões, como matar o bicho de estimação. Mas eu ganhei esse dinheiro. Posso gastá-lo da forma que eu quiser. E sempre vou escolher o meu cachorro [...] Eu não me importava. Queria que Seamus vivesse."

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário!
Eu sempre respondo todos os comentários, então volte sempre!
* Clique em notifique-me pois quando eu responder uma notificação irá para o seu e-mal.