Conquistas feministas no Brasil e no mundo

15.2.14
Com o surgimento do movimento feminista, as mulheres ficaram cada vez mais determinadas para continuarem lutando pelos seus direitos, é claro que muita coisa ainda deve ser feita e mudada mas aos poucos as coisas vão acontecendo. Depois que postei aquele texto sobre o feminismo, disse que iria dar continuidade e aqui estou eu, e como vocês podem ver o assunto de hoje é: Conquistas feministas no Brasil e no mundo

Sempre que falamos sobre nós, mulheres, lembramos o quanto elas era oprimidas. Eram submissas, muitas vezes apanhavam, não podiam sair de casa. Elas tinham que cuidar dos filhos, casa e marido. Ou seja, eram completamente dominadas pelo homem (coisa que ainda acontecem muito em pleno século vinte e um.) E tem mais, antigamente elas não tinham direito a voto, não podiam frequentar escolas. Caso engravidassem eram obrigadas a casar e deixar tudo de lado para cuidar da família.

Mas ainda bem que o tempo passou e as coisas vem mudando. Cansadas de serem exploradas e tratadas como ''lixo'' as mulheres começaram a lutar por direitos iguais. E hoje em dia, graças a conquistas passadas as mulheres são mais independentes e têm capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, como, cuidar da casa, dos filhos, trabalhar, estudar e por ai vai.

E pensando nisso, escolhi algumas conquistas feministas para mostrar para vocês. Confira.

Quando fiz o meu primeiro texto sobre o feminismo na semana passada a foto inicial da postagem era uma inspiração em cima de um simbolo do feminismo, o We can do it!. A imagem da operária Geraldine Hoff foi usada como propaganda na segunda guerra mundial o cartaz serviu como simbolo para as mulheres que assumiram postos de trabalho em substituição aos homens que serviam as forças armadas.

Em 1827, surgiu a primeira lei sobre educação das mulheres, permitindo que frequentassem as escolas elementares. Instituições de ensino mais adiantado ainda eram proibidas a elas. Já em 1879 as mulheres tinham a autorização do governo para estudar em instituições de ensino superior; mas as que seguiam este caminho eram criticadas pela sociedade. 

No ano de 1932, Getúlio Vargas promulga o novo Código Eleitoral, garantindo finalmente o direito de voto às mulheres brasileiras e em 1945 igualdade de direitos entre homens e mulheres é reconhecida em documento internacional, através da Carta das Nações Unidas. No ano de 1951 foi aprovada pela Organização Internacional do Trabalho, a remuneração entre o trabalho masculino e feminino para a função igual. 

A pílula anticoncepcional criada em 1961 por um médico chamado Gregory Pincu juntamente com uma ativista feminista e uma milionária causou uma revolução sexual, pois naquela época o sexo era apenas para reprodução e  a chegada da pílula os casais poderiam manter relações sexuais apenas por prazer.

Vítima da violência doméstica, Maria da Penha Maia Fernandes, exigiu na justiça que o seu agressor fosse condenado, Maria, foi vítima da violência por seis anos. Maria ficou paraplégica pois o ex marido tentou por duas vezes assassina-la. O marido só foi punido depois de dezenove anos de julgamento e ficou apenas dois anos em regime fechado. A lei entrou em vigor em 2006.

E para finalizar essa postagens queria agradecer a Juliana, dona do Think Olga que respondeu o meu e-mail. aonde deixei o link do meu texto sobre o feminismo. Obrigada.

Referências: Brasil Escola, Educação Uol e Revista Escola

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e pelo comentário!
Eu sempre respondo todos os comentários, então volte sempre!
* Clique em notifique-me pois quando eu responder uma notificação irá para o seu e-mal.